domingo, 8 de julho de 2018

Depois do galáctico temos o universal.




Quando Cristiano Ronaldo chegou ao Real Madrid os adeptos de clubes adversários chamavam-lhe  ' ese portugués qué hijoputa'.

Apesar dos golos que marcava, as manchetes não gostavam muito de Ronaldo na altura.

Cristiano Ronaldo é hoje, para além de qualquer dúvida, o melhor jogador que o Real Madrid tem e alguma vez teve. Não só pelos títulos que ganhou mas também pelas receitas que dá a ganhar ao clube desde há 9 anos.

O modelo empresarial de gestão dos jogadores do Real Madrid não se aplica a Cristiano Ronaldo e Florentino Peres em breve vai perceber que a saída de Ronaldo do clube é um suicídio presidencial.

Cristiano Ronaldo ultrapassou em muito o mundo galáctico do Real Madrid e vai espalhar o seu perfume de tenacidade, determinação, valor, eficácia e muitas coisas mais para outro clube. Pelo menos assim de espera.

Florentino Peres não será o primeiro a perceber que Cristiano Ronaldo não pode se tratado apenas como um jogador porque ele é o melhor jogador do mundo, um líder nato. E os líderes têm e devem ser tratados como tal. Porque já provaram quem são.

Cristiano Ronaldo já não é um galáctico. ELE é o universo Futebol.


Engane-se quem pense que Cristiano Ronaldo acabou. Ser vendido por Eur 100 milhões aos 33 anos não é coisa deste mundo.


 


quarta-feira, 18 de outubro de 2017

ANTES MORRER LIVRES QUE EM PAZ SUJEITOS



100 mortes depois, com centenas de feridos e pessoas que perderam tudo, não há palavras para descrever o horror.

Um Governo que não assegura a protecção dos cidadãos, não tem condições para nos governar. 

Moralmente está morto.

Alguém de bom senso consegue liderar um governo com tamanha responsabilidade do ocorrido?

Se tivesse no governo demitia-me.

100 mortos é um fardo demasiado pesado para justificar o que quer de seja.

sábado, 7 de maio de 2016

Tchau Querida




Combateram a ditadura. Foram presos. Foram torturados. Assaltaram bancos para poderem financiar a sua existência e perturbar o estado policia do Brasil da altura. 

Eram os radicais de esquerda do Brasil, o contra poder da extrema direita militar e política que liderava o país.

Chegaram finalmente ao poder e perderam a cabeça. Porquê?

Tiraram do limiar de pobreza muitos milhões de Brasileiros mas com uma contrapartida: roubar o Estado para seu beneficio próprio, pessoal, e do partido que fundaram numa escala nunca vista naquele país levando o Brasil à beira do caos.

No fundo, tornaram-se uma classe abjecta contra si própria, contra a sua linha de conduta, contra a sua luta de décadas onde pagaram caro a todos os níveis. Tornaram-se aquilo que combateram com tanto sacrifício. Suicidaram-se politicamente, moralmente.

Na verdade, a relação que as pessoas têm com o poder e dinheiro é indiferente quer estejam em posições públicas ou privadas embora exista quem insista que não. Os factos não mostram isso. Não só no Brasil.

O grau de impunidade deste gang era de tal ordem que fizeram o impensável: Com o decorrer das investigações sobre os seus desmandos na chamada “era Lula e Dilma” e com medo de começarem a serem investigados eles próprios, o partido e os artistas, utilizaram o aparelho de estado para denunciaram aqueles a quem chamaram corruptos: as empresas de construção civil,  entre muitas outras, sempre empresas do sector privado. O diabo era o privado, nunca o poder político e ou público. Os corrompidos eram eles, diziam….

Esqueceram-se de pensar que ninguém gosta de ser preso e onde existam corruptores, há sempre corrompidos. Mesmo que aqui a ordem estivesse inicialmente invertida.

O resultado foi simples com as chamadas “delações premiadas” por parte dos privados investigados: afinal quem corrompia eram os Ministros, membros do Governo, da administração pública, membros dos partido e pessoas que os apoiavam e quem era corrompido eram as empresas do sector privado.

A Petrobras é um bom caso do tamanho do desmando desta gente.

Quando se descobrir quem matou Celso Daniel, tesoureiro do PT, quem sabia da sua morte e o que foi feito para se ocultar toda a história do seu assassinato ao longo destes anos por parte do PT, o partido deles todos,  poderemos saber o alcançe desta gente que se diz de bem mas que afinal se despreza a si própria de uma forma dominíaca, imagine-se lá em relação aos outros?


A cara da QUERIDA diz tudo. 









quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

O Carnaval e o Orçamento.















Temos tido uns dias lindos no hemisfério sul, no país irmão, onde o Carnaval é festejado como em nenhum lugar do mundo.

Nós, por cá, replicamos com um orçamento que tem sido um Carnaval, mas à Portuguesa.

Meus Deus, cada um tem o que merece......

O texto é curto por motivos óbvios.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Inimigo dentro de casa....Marcelo a Presidente.



Constituído o novo Governo com o apoio de toda a esquerda, António Costa ainda decidiu apoiar Nóvoa para candidato às eleições Presidenciais.

O PS atordoado da primeira bofetada, lá teve de se meter a caminho quando recebeu a segunda. Maria de Belém faz o sacrifício a uma (grande) parte do PS que não apoia Costa e que ele, Costa, também já não apoia, percebem?

Com toda esta "tradição", tivemos ontem o debate dos 9 candidatos presidenciais. Um desastre de natureza bíblica.

Marcelo Rebelo de Sousa é de longe o único candidato com história, experiência, aptidão, estrutura, conhecimento do  mundo, do que está em causa e dos desafios para Portugal para ser Presidente. O meu melhor Professor na Faculdade.

Se isto já não bastasse, toda a esquerda que não apoiou António Costa na sua solução governativa, vai votar Marcelo.


Tudo por causa de António Costa. O inimigo dentro de casa.....